Como aumentar o poder de negociação? Descubra aqui!

como-aumentar-o-poder-de-negociacao-descubra-aqui
Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Linkedin
Contact us

Confira dicas de como aumentar o seu poder de negociação, que é essencial para diversos momentos na vida pessoal e profissional.

O poder de negociação é uma habilidade muito útil, tanto para a vida pessoal quanto para a profissional. O ato de negociar pode ser confundido com manipulação, mas não é bem assim. Ao contrário do que se pensa, a verdade é que os dois lados se beneficiam.

Em vez de convencer uma pessoa a fazer algo que a prejudique, a negociação busca encontrar uma solução que possa ser satisfatória para os envolvidos.

Por isso, é fundamental compreender o outro para influenciá-lo a participar da decisão que vai beneficiá-lo. Veja, no post de hoje, algumas dicas sobre como colocar isso em prática.

Utilize a técnica da comunicação não violenta

Em vários momentos da vida, vamos precisar aprender a negociar. Pode acontecer lidando com filhos, cônjuge, amigos ou chefe. Alguns métodos podem ser úteis para esse aprendizado. Compreender e colocar em prática a “comunicação não violenta”, uma técnica criada por Marshall Rosenberg, é um desses caminhos.

Como ela funciona? Mesmo que não percebamos, podemos nos comunicar de uma forma muito agressiva e grosseira, ainda que a nossa intenção seja boa. Por isso, é importante aprender técnicas que podem nos ajudar a fazer uma comunicação não violenta, na qual temos empatia e compaixão pelo outro.

Dessa forma, conseguiremos resgatar os sentimentos bons que as pessoas guardam dentro de si. Vamos aprender como usar isso em uma negociação?

O contexto é que muda, mas as habilidades de influenciar para chegar a um acordo serão as mesmas.

Compreenda o momento

Às vezes, existem momentos em que a pessoa não está disposta a negociar. Por exemplo, o seu filho adolescente pode estar passando por problemas na escola e, por conta disso, não vai querer ouvir o que você tem a dizer sobre os benefícios que ele terá ao praticar esporte.

Ou o seu chefe pode estar furioso por uma discussão na empresa bem quando você queria pedir um aumento, o que o torna menos afável a discutir o assunto. Isso não significa que você tenha que desistir do seu objetivo sempre que imprevistos aconteçam, mas é importante observar como está o momento da outra pessoa.

Ouça antes de falar

Se você não prestar atenção ao que a outra pessoa está falando, nunca conseguirá influenciá-la. Ouça atentamente o lado dela, demonstre interesse e tenha empatia. Não custa nada se colocar no lugar de outro ser humano para tentar enxergar o mundo com novos olhos.

Dessa forma, você vai perceber como algumas situações são mais complexas do que parecem e precisam de uma solução mais elaborada. A ideia é que o altruísmo pode ser capaz de guiar uma decisão acertada.

Exponha os benefícios

Quando escutar tudo o que o outro tem a dizer, você já pode pensar em um argumento para convencê-lo. Pesquise o assunto sobre o qual vai falar com antecedência. Isso vale tanto em uma reunião de negócios como em uma assembleia de condomínio.

O importante é reunir os seus argumentos e influenciar as pessoas a se imaginarem desfrutando de tais benefícios no futuro.

Seja insistente

O foco é importante. Mesmo seguindo todas as dicas acima, a negociação ainda pode não dar certo — até porque estamos lidando com as sutilezas do comportamento humano. Mas, se você tem o que precisa para influenciar, persista! Analise se a sua estratégia está correta, seja mais flexível, mas não desista do seu objetivo.

Quando a negociação se encerrar com todos felizes, tenha calma. Busque o silêncio, não continue a insistir na sua ideia se você já obteve o que queria. Acima de tudo, a humildade é essencial, tanto antes quanto depois de negociar.

Como grandes exemplos de humildade, temos Mahatma Gandhi, Martin Luther King e Nelson Mandela, que encontraram uma forma de ajudar o próximo. O resultado disso é a grande influência que ainda têm sobre milhares de pessoas.

Esse sentimento é a chave de todo o processo de influência. É ter consciência do quanto se tem a aprender com os outros seres humanos e aceitar as próprias limitações para desenvolvê-las mais tarde. Só assim é possível ter o poder de negociação.

Gostou das dicas? Já sabe como aplicá-las ao seu dia a dia? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais e inicie um debate sobre o assunto!

Deseja receber conteúdos como este no seu e-mail? Então acompanhe a nossa newsletter!