Consciência social precisa ser desenvolvida desde criança

Ter consciência de algo significa, grosso modo, saber interpretar acontecimentos externos com discernimento e ter capacidade de fazer uma distinção moral justa entre o certo e o errado. Já ter a consciência social significa englobar os indivíduos, grupos e comunidades que nos relacionamos e desenvolver junto a eles uma valorização dos diretos humanos para proporcionar interações harmoniosas que permitem o progresso social.

O ideal seria que a consciência social começasse na infância, pois assim o nível de conscientização se elevaria gradativamente até a fase adulta de forma natural, e contribuiria tanto para o desenvolvimento pessoal como o da comunidade em geral.

Como essa habilidade raramente é adquirida na infância, é preciso fazer um esforço para que ela entre em nossa lista de prioridades na fase adulta. Sempre é tempo de recomeçarmos para construir um futuro melhor para si mesmo e para a sociedade. Listamos algumas dicas para você começar a desenvolver a consciência social a partir de agora:

Empatia social

Olhe para o outro ao invés de olhar somente para si mesmo. Perceba e considere as necessidades de grupos e indivíduos. Aprenda a compartilhar os momentos, as alegrias, as angústias e, por meio destas vivências, perceba as faltas e pratique a caridade. Pratique a compaixão. As crianças podem ser ensinadas a fazer isso quando tiverem ferido os sentimentos de outra pessoa. Assim, elas aprendem a se colocar no lugar do outro.

Consciência do conflito

Preste atenção em como você está reagindo em conflitos. Irritação e propensão a agir usando a força são as primeiras ideias que nos vêm à mente. Agressividade e impulsividade diante destas situações não são a solução. Considere o papel que você interpreta na perpetuação de conflitos e comprometa-se a viver uma vida socialmente mais harmoniosa. Os conflitos aparecem para serem resolvidos, eles não duram para sempre. Portanto, resta saber identificá-los e lidar com eles para extingui-los.

Tratamento social

Passe a tratar todas as pessoas com cordialidade e educação, da mesma maneira, sem diferenciá-las pela sua condição social, educacional, sexual ou de gênero. As crianças já devem aprender isso na primeira infância, quando começam a se relacionar com os amiguinhos na escola, pois é quando elas começam a lidar com as diferenças. Racismo, sexismo e pobreza são apenas alguns exemplos de problemas que afligem a sociedade. Para adultos, as opções incluem tomar aulas universitárias, entrar em grupos de discussão ou voluntariar-se em organizações que se direcionem a lidar com causas sociais prevalecentes.

Expansão social

Saia de sua zona de conforto e experimente se aventurar em um lado diferente da cidade ou viajar para outro país. Expor-se a culturas e estilos de vida diversos expandirá o seu pensamento e a sua visão de mundo. Ser exposto a diferentes sistemas de crença, culinária e estilos de vida é útil para expandir o seu círculo social e construir tolerância a partir de diversos pontos de vista.

Comprometimento social

Explore sua comunidade e oportunidades de serviços em escolas, centros culturais, organizações políticas, comunidades religiosas ou atividades da vizinhança. Comprometa-se a uma atividade social de forma diária. Escolha algo que lhe exige escutar e cuidar das necessidades de outra pessoa ou grupo.