Ansiedade: aprenda a identificar os impactos na sua rotina

ansiedade-aprenda-a-identificar-os-impactos-na-sua-rotina

Descubra como a ansiedade pode estar impactando negativamente a sua vida. Confira o artigo e veja quais são as melhores dicas para combatê-la.

O dia de entregar aquele trabalho importante se aproxima e você começa sentir calafrios, falta de ar e um nervosismo absurdo. Durante dias, você come sem parar e seu pensamento gira apenas em torno do seu compromisso. Você sabe o que isso significa? Bem, esses sintomas podem indicar que a ansiedade bateu à sua porta.

Ela não é totalmente ruim, já que nos ajuda a prever alguns riscos. Contudo, o grande problema é quando ela se transforma em um transtorno e atrapalha o nosso equilíbrio emocional. Se você quer entender como a ansiedade pode afetar sua vida, continue a leitura deste artigo.

Aqui você entenderá um pouco mais sobre a ansiedade e verá algumas boas dicas para superar esse problema. Confira!

Afinal, o que é ansiedade?

ansiedade é um sentimento natural do ser humano. Ela é uma reação que o indivíduo experimenta diante de algumas situações diárias. Falar em público, fazer provas e comparecer a entrevistas de emprego são alguns dos sinais da existência dela.

Contudo, há pessoas que têm crises de ansiedade de forma mais frequente e acentuada. Essas reações podem ser consideradas patológicas, comprometendo a saúde emocional do indivíduo. Com isso, ela pode durar dias, semanas ou até meses.

Os principais sintomas são físicos. O sentimento de ansiedade pode ser tão intenso e impactante que algumas pessoas deixam de fazer as tarefas de sua rotina diária justamente para prevenir a sensação de desconforto causada por ela.

Quais são os efeitos dela no dia a dia?

A ansiedade costuma surtir efeitos físicos: alguns são mais leves, outros prejudicam toda a rotina dos indivíduos que sofrem desse mal. Abaixo listamos alguns sintomas comuns que podem aparecer quando se está ansioso. Acompanhe!

Constante sensação de perigo

Pessoas com transtornos de ansiedade costumam ver perigo em situações que, muitas vezes, não são realmente periculosas. Um exemplo clássico são as pessoas que não viajam de avião — um dos meios de transporte mais seguros — por medo de acidentes.

Comer excessivamente

Comer sem parar é um dos sintomas mais comuns da ansiedade. No primeiro sinal de preocupação, a pessoa desconta na comida para aliviar a tensão.

Geralmente, os alimentos são ingeridos às pressas, quase inteiros, e em grande quantidade. Esse é um sinal de alerta, uma vez que essa atitude pode desencadear uma compulsão alimentar e causar vários problemas de saúde.

Problemas com o sono

Dificuldade para dormir ou insônia: pessoas ansiosas costumam ter dificuldade de ter uma boa noite de sono, muito porque não conseguem relaxar e vivem pensando em situações que precisam ser resolvidas.

Tensão muscular e dores no corpo

Sentir dores sem ter nenhuma lesão é um sintoma de que o corpo pode estar muito tenso — a culpa disso pode ser a ansiedade. Outros sintomas físicos podem aparecer, como tremores, cansaço, falta de ar, coração acelerado, boca seca, tontura, náuseas e calafrios.

Medo de falar em público

Só de pensar em estar de frente para uma plateia, algumas pessoas simplesmente travam. Mãos geladas, falta de ar e respiração ofegante são alguns dos sintomas desse problema, que pode ser decorrente de um pico de ansiedade.

Preocupação em excesso

Pessoas ansiosas geralmente se preocupam constantemente com o futuro e o veem com um certo pessimismo. Tudo se torna um motivo para achar que tudo dará errado. Com isso, as pessoas têm dores de cabeça constantes e úlceras.

Crise de ataque de nervos

Sabe aquele momento em que você parece que vai explodir? Então, esse pode ser mais um dos sinais da ansiedade. Mudanças de humor constantes e irritabilidade são alguns sintomas de que a ansiedade está em um nível alto.

Medos sem sentido

Medo de não ser bom em algo, de ficar sozinho, de não ser aceito, do fracasso… Tudo isso, aliado à autocrítica excessiva, pode levar a pessoa ansiosa a ter suas relações pessoais e profissionais comprometidas.

Inquietação

O sujeito com transtornos de ansiedade costuma apresentar dificuldades de concentração, angústia intensa, fadiga e inquietação. Esse desconforto pode atrapalhar a execução de algumas tarefas, além de afetar a qualidade de vida do indivíduo.

Perfeccionismo

A busca por fazer as coisas de forma perfeita pode começar a causar angústias: se a situação não ocorre da forma planejada para o indivíduo ansioso, a sensação de que tudo dará errado é enorme. No entanto, é preciso lembrar que a perfeição é algo quase impossível e diminuir as expectativas em relação a isso.

Quais são as melhores dicas para combater a ansiedade?

Para ajudar a melhorar os sintomas da ansiedade, separamos algumas dicas que podem ser úteis para tornar sua rotina melhor. Veja!

Tire um tempo para resolver as questões em aberto

Dedique um tempo da sua vida só para resolver os problemas. Concentre suas energias em um período do dia apenas para riscar da sua agenda as coisas que precisam ser feitas. Assim, você ficará um pouco menos inquieto com as tarefas em aberto.

Respire fundo e concentre-se

Quando estamos muito nervosos, uma coisa que costuma ajudar muito é a respiração. Ao sentir que seu corpo já não aguenta mais a situação, pare, concentre-se e respire lenta e profundamente, usando a musculatura do diafragma, ou seja do abdômen e não do tórax. Isso ajudará fisiologicamente, diminuindo os batimentos cardíacos e a hiperventilação pulmonar, além de aumentar a concentração, permitindo-lhe alinhar seus pensamentos para que decisões mais acertadas possam ser tomadas e para que as ações mais adequadas sejam colocadas em prática.

Descubra quais são suas verdadeiras emergências

Nos picos de ansiedade, tudo se torna uma emergência. No entanto, não dá para focar em tudo. Por isso, pense apenas naquilo que é realmente urgente. Pode ser um pouco difícil a princípio, mas você não pode deixar que a ansiedade tome conta da sua vida.

Separe o que é importante e o que não é, identifique aquilo que vale a pena dar atenção e concentre-se nisso. Só assim você conseguirá tomar melhores decisões. Estabeleça uma rotina para aprender a lidar com as adversidades do dia a dia. Com um controle maior das suas ações, você consegue encontrar um equilíbrio.

Tenha uma vida além do trabalho

Em períodos de crise, as cobranças por resultados só aumentam e o estresse causado pelo trabalho podem afetar muito os indivíduos que sofrem de ansiedade. Para que isso não se torne um problema ainda maior, não deixe que sua vida seja regida pelo trabalho.

Saia com os amigos, leia um livro, pense em outras coisas além de trabalho aos finais de semana. Aproveite seu tempo vago para relaxar corpo e mente, dê preferência às atividades mais prazerosas para você. Praticar meditação e exercícios físicos é uma boa ideia para manter-se mais relaxado e saudável.

Busque um especialista para controlar a ansiedade

Ter equilíbrio emocional é fundamental para a execução das tarefas do dia a dia e para a melhora na sua qualidade de vida. Assim, busque um especialista para orientá-lo acerca da melhor maneira de controlar esse problema.

Como vimos neste artigo, muitas pessoas não cuidam da ansiedade e da própria saúde mental e, com isso, desenvolvem problemas mais graves. Cuidar da mente e do equilíbrio emocional é um dos principais segredos para levar uma vida saudável.

Para saber mais sobre o equilíbrio emocional, leia também o nosso post sobre o controle das emoções no ambiente de trabalho! Até a próxima!