Desacelere! Veja aqui 10 sinais do corpo que indicam estresse

desacelere-veja-aqui-10-sinais-do-corpo-que-indicam-estresse

Você sabe como o estresse afeta o seu organismo? Continue a leitura e encontrará mais informações sobre como detectá-lo.

Trânsito, cobranças no trabalho e problemas familiares. Essas são algumas das situações em que nosso corpo e mente são mais exigidos. Nesses momentos, ficamos mais estressados. Em 2017, a Associação Internacional de Controle ao Estresse apontou que o brasileiro é o segundo povo mais estressado do mundo. Para 70% dos entrevistados, a culpa é do trabalho.

Você sabe como o estresse afeta o seu organismo? Continue a leitura e encontrará mais informações sobre como detectá-lo.

Sinais corporais

Quando nosso organismo começa a apresentar os sintomas do estresse, envia sinais para dizer que precisamos nos cuidar. Muitas vezes, por conta da rotina agitada, acabamos ignorando esses avisos. É aí que mora o perigo. Ao não dar a devida atenção aos alertas, a pessoa dá oportunidade para que males relacionados ao estresse, como a depressão e as doenças cardíacas, possam aparecer.

Se você não sabe quais sinais seu corpo pode estar mandando para avisar que o nível de estresse está alto, confira os principais e descubra se está sendo afetado ou não.

1. Alterações no humor

Esse é o sinal mais conhecido. Já percebeu que pessoas calmas e pacientes, de repente, mudam o humor? Então, isso pode ser um sinal de estresse. Se a pessoa não consegue mais controlar o temperamento e acaba se irritando com facilidade, muito se deve ao fato de os mecanismos de controle de humor estarem esgotados e enfraquecidos.

2. Problemas respiratórios

Se você se sente muito ofegante, mesmo que nada tenha acontecido para que se cansasse fisicamente, isso pode ser um sinal de estresse. O corpo envia um alerta que avisa os músculos para aumentarem os níveis de oxigênio para funcionar melhor. Isso só ocorre quando se acelera o processo de respiração.

Vale um alerta: se você tem asma ou doenças respiratórias, o cuidado precisa ser dobrado, pois receber oxigênio para uma respiração mais forte pode ficar mais complicado.

3. Dificuldade para dormir

A insônia é um dos sinais mais comuns do estresse. Em meio a uma grande quantidade de pensamentos e sentimentos, você pode acabar tendo dificuldade de adormecer. Com o aumento do cortisol — hormônio do estresse —, o corpo não relaxa e não consegue descansar. Por conta de noites mal dormidas, cansaço, irritabilidade, falta de foco, entre outros problemas, acabam contribuindo para o aumento do estresse.

Ao falar de cansaço, é importante ressaltar que, se ele se torna constante, é um alerta de que alguma coisa está errada no organismo.

4. Suor excessivo

Quando o nível de estresse aumenta, a frequência cardíaca e a respiração aceleram, fazendo com que a pressão arterial suba. Por isso, você acaba suando mais para que o corpo mantenha sua temperatura normal.

5. Problemas na pele

O surgimento de acne é mais um sinal de que o estresse precisa ser controlado. Com o aumento da tensão, os poros se fecham. Quando a gordura e outras impurezas ficam acumuladas dentro deles, há a aparição de cravos e espinhas.

6. Infecções frequentes

Por causa do estresse, ao enviar sinais de alerta para o corpo, todas as outras funções corporais acabam afetadas, dentre elas o sistema imunológico. Se você começa a ficar doente ou a ter infecções de maneira regular, a causa pode ser o estresse.

No início, podem apareceram alergias e manchas na pele. Contudo, com o passar do tempo, problemas mais graves podem surgir, como a asma e resfriados constantes.

7. Falta de interesse sexual

Nesse sinal, o corpo passa a desconsiderar o sexo como algo importante. A partir disso, a libido acaba diminuída, o que proporciona a ausência de desejo sexual.

Nos homens, o alto volume de cortisol pode afetar o funcionamento do sistema reprodutor masculino. Nas mulheres, o estresse pode afetar o sistema menstrual, com isso, os ciclos menstruais podem ficar irregulares ou ausentes. Há também a diminuição ou perda do apetite sexual.

8. Ida ao banheiro frequentemente

Um dos sintomas mais curiosos e ignorados é a necessidade de ir ao banheiro. Quando está estressado, o corpo fica com pouca vitamina B6, levando à necessidade de urinar o tempo todo. Pessoas ansiosas sofrem mais disso, principalmente à noite, o que dificulta para ter uma boa noite de sono.

9. Doenças cardíacas

Com o aumento da pressão sanguínea, o estresse corporal é gerado. Nesse momento, o coração trabalha de maneira mais intensa, desgastando-se. É nesse instante que doenças cardíacas começam a aparecer.

O estresse no corpo causa hipertensão, arritmia e insuficiência cardíaca. Todas essas doenças acabam surgindo independentemente da idade. Os principais motivos são a rotina e os conflitos diários.

10. Outros sintomas ligados ao estresse

Além dos sinais corporais citados anteriormente, é importante atentar-se a outros sintomas que podem aparecer com o aumento dos níveis de cortisol. Veja alguns:

  • ansiedade, angústia, nervosismo e medo;
  • tontura, problemas de concentração e memória;
  • dificuldade em tomar decisões;
  • tensão muscular, mãos frias e suadas, queda capilar;
  • dor de cabeça ou enxaqueca.

Medidas que podem ajudar no combate ao estresse

O começo de qualquer tratamento é a descoberta do que está provocando a situação. Portanto, é fundamental descobrir qual a causa do estresse e, se possível, tentar solucionar o problema.

Há outras medidas que podem ser tomadas para ajudar na melhora, como boas noites de sono, atividades físicas e de lazer, meditação, exercício de respiração e terapias corporais. Todas elas ajudam no controle do nível de adrenalina e cortisol, contribuindo para a prevenção e combate ao estresse.

É importante lembrar que um médico deve sempre ser consultado. Ele vai orientar você nas ações que devem ser tomadas. Outros profissionais também são importantes no combate ao estresse, como o nutricionista, que vai indicar uma dieta mais balanceada, e o psicólogo, que orientará sobre mudanças na vida e também em sua saúde mental.

A diminuição do uso das redes sociais — já que pode haver situações que causem mudanças nos sentimentos, levando a pessoa a atingir um aumento no nível de cortisol — e a ingestão de chás calmantes, como de camomila ou valeriana, são ideias que podem ajudar a diminuir o nível de estresse.

Inteligência emocional como técnica para combater o estresse

Não existem emoções boas ou ruins, e sim comportamentos. Logo, é importante entender que aprender a lidar com as emoções é fundamental para ajudar no combate ao estresse. Inteligência emocional é ter autoconhecimento para dar vazão, de forma correta, às emoções, atingindo, assim, uma vida mais equilibrada e harmônica. Hoje, cuidar dessa parte da vida tornou-se tão importante que existem cursos para aprender sobre inteligência emocional.

Agora que você conhece alguns dos sinais corporais que são causados pelo estresse, aproveite e saiba um pouco mais sobre o cortisol, o hormônio do estresse, e como ele afeta a sua vida.