Negociação: tudo sobre a arte de influenciar pessoas

Você sabia que a negociação está presente o tempo todo em nossa vida, tanto no ambiente profissional quanto fora dele? Confira esta leitura, aprenda mais sobre o assunto e como desenvolver essa habilidade com dicas simples!

A negociação está presente o tempo todo em nossa vida, tanto no ambiente profissional quanto fora dele. O relacionamento com outras pessoas permeia quase a totalidade de nossas ações e, para ser bem-sucedido em qualquer aspecto, é preciso saber negociar.

Comunicar de forma eficaz, expondo o ponto de vista por meio de argumentos claros, constitui uma habilidade essencial para o desenvolvimento profissional e também para a qualidade dos relacionamentos pessoais.

Existe sensação pior do que não ser compreendido? E ter que ceder o tempo todo por não conseguir articular as ideias para atingir determinado objetivo? Para que isso não faça mais parte de sua vida, elaboramos este conteúdo. Nele, apresentamos o conceito de negociação e mostramos como você pode desenvolver essa habilidade com dicas simples. Preparado para começar a influenciar pessoas?

O que é negociar?

Negociar é um processo que envolve objetivos, tomada de decisões e habilidade para gerenciar conflitos. Muito mais do que o significado de vender, é uma técnica que engloba comunicação e atributos pessoais.

Caso não seja o seu ponto forte, nós temos uma boa notícia: a negociação pode ser aprendida e desenvolvida. Por meio de conhecimento e treinamento, é possível expor as suas próprias ideias e convencer pessoas a tomarem decisões.

Como desenvolver a habilidade de negociação?

Separamos, a seguir, alguns hábitos que você pode incorporar para ter êxito na arte da negociação. Confira!

Prepare a sua fala e as respostas para possíveis questionamentos

Estude, analise e pense previamente no seu objetivo e em como transmiti-lo para as outras pessoas. Dados estatísticos e análises podem dar força à proposta. Além disso, acreditar naquilo que você diz é crucial para o sucesso da negociação.

Não deixe lacunas para que você seja pego desprevenido durante uma reunião. Para isso, tente antecipar problemas ou situações adversas e quais seriam as possíveis medidas para solucioná-los.

Imagine-se como o seu ouvinte — a pessoa com quem você vai negociar — e busque mapear os pontos que inviabilizariam a sua ideia. Em seguida, crie argumentos claros para refutá-los. No ato da negociação, suas respostas devem acabar com o pessimismo e com as dificuldades colocadas pelo interlocutor.

O domínio da norma culta da língua é primordial. Caso utilize apresentações projetadas, revise o texto e também peça a outra pessoa fazer o mesmo. Erros, sejam orais ou escritos, podem comprometer uma exposição.

Cabe ressaltar que a sua expectativa em relação à proposta não deve ser colocada no início da fala, pois a margem de negociação será reduzida. Evite também justificar falhas antes que alguém as aponte.

No dia da argumentação, procure um ambiente silencioso para que você não tenha que disputar a atenção dos ouvintes com ruídos.

Conheça bem as pessoas com as quais você pretende negociar

Na fase de planejamento da negociação, levante o máximo de informações possíveis sobre as pessoas. Com o perfil em mente, será possível relacionar os benefícios do que você defende com as necessidades delas.

Gerencie os conflitos

Se a negociação caminhar para um conflito, será necessário gerenciá-lo. Nem sempre as pessoas estão dispostas a ceder apenas com bons argumentos e com uma ótima exposição.

Nessas situações, não altere o tom de voz e não se exalte. Impeça que o calor das emoções tome o lugar da racionalidade. Busque o autoconhecimento e procure canalizar a raiva, o estresse e a tensão, mantendo-se fiel às suas ideias.

Caso o diálogo transforme-se em uma discussão e você use as palavras erradas, o sucesso do seu propósito sofrerá um sério risco. Portanto, pratique a inteligência emocional e, quando falar, preserve a calma e a harmonia.

Dê atenção à comunicação não verbal

Não é somente com palavras que a negociação é estabelecida. Gestos e atitudes também fazem parte do conjunto de técnicas capazes de influenciar pessoas. Em entrevistas de emprego, por exemplo, os recrutadores observam atentamente a postura dos candidatos, indo muito além do que é dito.

Logo no aperto de mão uma impressão é criada. Se ele for fraco, possivelmente a imagem de insegurança ficará nas entrelinhas. Portanto, aposte no aperto firme e forte. Além disso, simultaneamente, um sorriso pode complementar a ação e transmitir simpatia.

Durante as reuniões profissionais, evite inclinar a cabeça a todo instante e oscilar o tom de voz. Fazer isso pode passar a mensagem de submissão e de falta de certeza sobre aquilo que está falando.

Manter o contato visual também é muito importante — não com uma única pessoa, mas com todos os presentes. Dessa forma, você demonstra preparo e atrai o foco para a mensagem transmitida.

Para fechar, controle manias e cacoetes. Roer as unhas, rabiscar papéis e mexer nos cabelos excessivamente pode indicar imaturidade e falta de confiança.

Faça um curso de negociação

Apesar de ser fundamental para o desenvolvimento profissional — e também para a qualidade de qualquer relação — a negociação não é ensinada em nenhum curso superior. Contudo, é possível aprendê-la por meio de formações específicas.

Com situações teóricas e práticas, os treinamentos abordam o conceito de negociação, possibilidades de uso, técnicas, ferramentas e gerenciamento da eficiência e da eficácia nas ocasiões em que for necessário se valer dessa competência. Esses cursos constituem uma excelente oportunidade para alcançar os seus objetivos com segurança e desenvoltura.

Como se trata de uma atividade de extensão profissional, não é necessário investir muito tempo nos estudos, porque geralmente a carga horária é de oito horas. Durante as aulas, o aluno aprende conceitos, analisa casos, participa de debates, entende as etapas da negociação — preparação, criação de valor, distribuição de valores, consenso e acompanhamento — e é estimulado a colocar em prática o conteúdo aprendido.

Os benefícios de dominar a arte da negociação são inúmeros. Eles vão desde expor os melhores argumentos de forma convincente para conseguir uma promoção até persuadir o parceiro a escolher determinado destino para as próximas férias.

Não perca mais tempo e comece agora mesmo a influenciar pessoas. O poder da negociação é transformador e está ao seu alcance.

Entre em contato conosco que estamos prontos para ajudá-lo a desenvolver essa técnica.